terça-feira, 14 de julho de 2015

O DUELO DE FOGO DO FOLCLORE BRASILEIRO




     Nossa história se passa entre as regiões Norte e Centro-Oeste do Brasil. Entre o Mato-Grosso e o Amazonas. Em algum lugar da densa mata que se espalha à direita do rio Madeira.
     Ali os índios contam histórias dos seres sobrenaturais. O Curupira, o Lobisomem, a temível Mula-sem-Cabeça.

 
    



     Ali os índios contam a história da Boitatá, a Cobra de Fogo que protege as matas.

     O pequeno João é habitante ribeirinho, nascido e criado à margem do igarapé. Conhece os índios, conhece seus hábitos e histórias.

     Num campo de pouso próximo, um rico fazendeiro aterrissa, trazendo consigo seu filho, o pequeno Felipe.

     João e Felipe acabam se conhecendo. Ao saber da destruição da mata, João sabe que só a Grande Cobra de Fogo poderá impedir o desastre. 

     Mas alguém domesticou a Mula-sem-Cabeça, que vai enfrentar a Boitatá em um inacreditável combate.


     Certa noite, um gigantesco clarão ilumina todo o céu da região.
     Será a mata queimando?
     Ou o fogo do Duelo?

Nenhum comentário: